Topo
Sexting

Sexting

Categorias

Histórico

Os pornôs natalinos mais pesquisados de 2018 foram sobre o... Grinch

Felipe Germano

27/12/2018 04h00

O Grinch é um personagem infantil criado em 1957 pelo escritor americano Theodor Seuss, o conhecido Dr. Seuss. Na trama, o protagonista (que é uma estranha mal-humorada criatura) detesta o Natal e faz de tudo para acabar com as festividades. Tudo é sempre narrado por rimas fofas acompanhadas de inocentes ilustrações. Não tão ingênuas, no entanto, foram suas representações na internet esse ano.

O personagem foi líder absoluto nas buscas eróticas natalinas de 2018. Em tempos de jingle bells, a criatura conseguiu desbancar até mesmo as mamães noéis seminuas e bons velhinhos (que às vezes ganham encarnações não tão boas, ou velhinhas,). O pornô ficou peludo – e verde.

 

Quem está afirmando isso é o Pornhub. Em parceria com o jornal inglês Metro, o site pornô analisou as buscas e visualizações de seus vídeos adultos. E os resultados mostram a soberania do mal-encarado personagem.

Os dados inspecionam as pesquisas feitas do meio de novembro até o final de dezembro, pouco antes do Natal. Entre os dias 16/11 e 18/12, o número de buscas envolvendo o Papai Noel foi de 955 mil. Esse quase-um-milhão, no entanto, representa um valor 61% abaixo do acumulado pelo Grinch: foram nada mais do que 2,5 milhões de pesquisas pornôs sobre o personagem.

A explicação sobre o interesse no personagem está numa tela muito maior que a do celular ou computador onde os pornôs foram assistidos: em 19 de novembro estreou, nos cinemas dos EUA , um novo filme sobre o personagem. Intitulado simplesmente de O Grinch, trata-se de uma animação onde o protagonista (dublado por Benedict Cumberbatch na versão gringa e por Lázaro Ramos aqui no Brasil) tenta, mais uma vez, acabar com o Natal.

As datas coincidem. No dia da estreia as buscas envolvendo o personagem cresceram mais de 3.000%. Os números vão caindo até a madrugada do dia 2 para 3, quando – coincidentemente ou não – horas antes a NBC (um dos principais canais de TV aberta dos EUA) exibiu outro filme sobre o personagem: o de 2000, estrelado por Jim Carrey. Nesse dia, as buscas atingiram um boom de 3.452%. O primeiro aumento de buscas relativas à família Noel só se dá no dia 9 de dezembro, e mesmo assim não chega perto da concorrência esverdeada, com meros 786%.

Comparação entre o aumento de pesquisas relacionadas aos termos "Grinch" e "Papai Noel".

É curioso notar também que o Grinch é um assunto muito mais excludente do que os relacionados ao Papai Noel. Isso fica claro quando você analisa os termos utilizados para chegar às pornografias. Quem queria ver algo picante sobre a família Noel teve uma maior variedade de buscas, entre as pesquisas mais populares, por exemplo, estão: Santa (Papai Noel), Santa Girl (Mamãe Noel), Santa Fucks Elf (Papai Noel F*#% Duende), Santa Daddy (Focado em homens mais velhos), Black Santa (Papai Noel Negro) e Bad Santa (Papai Noel Mal). Os relacionados ao Grinch, por outro lado giram única e exclusivamente entorno do nome do personagem, as buscas se resumem a The Grinch, El Grinch, Grinch e Grinch Porn.

Dessa vez, não há como negar: o Grinch roubou o Natal.

Sobre o Autor

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre Comportamento Humano, Saúde, Tecnologia e Cultura Pop. Para encontrar as boas histórias que procura contar, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Trabalhou nas redações da rádio Jovem Pan, site Elástica, Revista Época e Revista Superinteressante - e agora colabora com o UOL.

Sobre o Blog

Sexo é o que há de mais antigo nesse planeta, e tecnologia nos traz o que há de mais moderno. Mesmo sem saber quem foi nosso antepassado mais antigo, dá para cravar: ele transava. Mas se engana quem acha que o sexo não mudou nada desde a primeira vez. A tecnologia evoluiu, e com ela nossos hábitos na cama (ou no chão, ou no celular...). Mas dá para juntar tudo, e divertir-se. Muito prazer, esse é o Sexting.