Topo
Sexting

Sexting

Categorias

Histórico

Tem um pênis pequeno? Calma, este site pode te ajudar

Felipe Germano

2008-02-20T19:04:00

08/02/2019 04h00

O Brasil é um país bem dotado, em âmbito mundial. De acordo com o site WorldPenis (que coleta e cataloga levantamentos sobre tamanhos genitais ao redor do mundo) aponta que a média brasileira é de 15,7 cm de comprimento e 12,9 cm de diâmetro, quando o órgão está ereto. É maior do que a média de nações como os EUA (c: 14,1 cm / d: 12,2 cm), Reino Unido (c: 14,3 cm / d: 12,2 cm) ou Bolívia (c: 14,7 cm / d: 11,3 cm).

Os números, no entanto, estão longe de dizer que todos por aqui contam com essa proporção. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, o pênis brasileiro varia entre 8 cm e 20 cm de comprimento. Há ainda casos de micro pênis, quando o genital ereto fica com menos de 7 cm.

Isso pode gerar muitos problemas pra quem vive na parte menor das estatísticas. Ter um pênis pequeno pode te trazer uma série de problemas: um estudo da universidade inglesa King's College apontou que homens com membros menores tinham mais chance de desenvolver problemas como ansiedade e menos prazer na relação sexual. Relatos também relacionam o tamanho do genital com reclusão e depressão. Tudo relacionado a um sentimento de inferioridade e solidão.

Foi pensando nisso que o site MiniWilly foi criado. A página funciona como uma comunidade para portadores – e amantes – de pênis pequenos.

Na prática, funciona como um grupo de apoio, um local seguro e sem julgamentos para que você possa conhecer e conversar com pessoas com o mesmo problema que o seu.

E tudo é bem simples: depois de um rápido cadastro, você pode participar de discussões à respeito do tema – e elas são amplas. Os debates vão desde que posições sexuais tentar para ajudar na transa, até como frequentar ambientes naturalistas (como praias de nudismo) sem se sentir mal consigo.

É possível também participar de grupos com temas específicos, como um dedicado apenas para mulheres que procuram pênis pequenos. E um chat para bater um papo com quem está online no site naquele momento.

É importante reforçar também que o site se compromete com o sigilo. Tudo que for escrito por ali, permanecerá lá – e seus dados cadastrais também seguirão em segredo.

Há, no entanto, alguns problemas. Além de ser completamente em inglês, a comunidade ainda é pequena — são apenas mil membros. A justificativa é que a iniciativa é recente, já que foi criada há menos de um ano. Claro, é uma questão que pode ser resolvida simplesmente com mais gente entrando. Mas não há, por exemplo, um grupo para brasileiros (apesar de alguns membros virem, sim, do Brasil). Se algum leitor daqui tomar essa iniciativa, já teremos uma abertura de portas.

O site, aliás, é apenas um de alguns lugares dedicados a pessoas com pequenos pênis. No Reddit, a comunidade tinnydick (para maiores de idade) reúne mais de 15 mil membros que postam – e veem – pornografia amadora com genitais de poucos centímetros.

Não deixa de ser uma forma de mostrar que nem todo mundo tem membros gigantescos, como os de atores pornôs. Se te ajudar a ficar mais tranquilo e menos solitário, já valeu a pena.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre Comportamento Humano, Saúde, Tecnologia e Cultura Pop. Para encontrar as boas histórias que procura contar, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Trabalhou nas redações da rádio Jovem Pan, site Elástica, Revista Época e Revista Superinteressante - e agora colabora com o UOL.

Sobre o Blog

Sexo é o que há de mais antigo nesse planeta, e tecnologia nos traz o que há de mais moderno. Mesmo sem saber quem foi nosso antepassado mais antigo, dá para cravar: ele transava. Mas se engana quem acha que o sexo não mudou nada desde a primeira vez. A tecnologia evoluiu, e com ela nossos hábitos na cama (ou no chão, ou no celular...). Mas dá para juntar tudo, e divertir-se. Muito prazer, esse é o Sexting.