PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Alalaô! Quer curtir o Carnaval, mas namora? Robô te ajuda a abrir a relação

Felipe Germano

21/02/2020 04h00

Montagem com imagens de Vitaly Gorbachev e SmashIcons | Flaticon

Alalaô. Mas que calor! O Carnaval chegou – e com ele um volume inexorável de tensão sexual. Não estou nem falando do golden shower, que há essa altura o presidente já deve saber o que significa, mas da boa e velha balbúrdia carnavalesca: glitter, cerveja, beijo na boca e sexo. Uma combinação perfeita… para quem pode usufruir dela.

Uma pesquisa recente do SecondLove, uma rede social para pessoas que querem pular a cerca (já falamos dela aqui), apontou que o Carnaval é sim usado para que as pessoas traiam, mas sem a intenção de terminar relacionamentos. 68% das usuárias dizem que traem só para se sentirem desejadas novamente e 80% dos homens cravam que é porque sentem falta de variedade no sexo. Em ambos os gêneros, no entanto, 70% dos participantes clamam que não querem um divórcio, pois ainda amam a pessoa com quem dividem a cama. Os adúlteros não cansaram do parceiro, mas da monogamia.

O problema é a dor de cabeça que isso pode causar. Se quem foi enganado descobrir, a separação pode vir de qualquer jeito. E, claro, há chance de doses cavalares de remorso e culpa te acompanharem por um tempo. Entre serpentinas e lantejoulas, no entanto, uma ferramenta cibernética pode te ajudar. Um novo robô está disponível para ajudar casais que querem jogar limpo: abrindo a relação durante o Carnaval.

Criado pela marca de camisinhas Olla, o bot atua de forma bastante simples, seguindo o preceito de que vai te ajudar a definir as regras do seu relacionamento durante a folia.

Ao entrar em contato com o chat (é só clicar aqui), o robozinho começará uma série de questionamentos: você está em um relacionamento sério ou está só ficando com a pessoa? Vocês vão ir juntos para os bloquinhos? Se sim, chegando lá cada um vai para um canto ou vocês querem permanecer juntos? Tudo bem ficar off-line para o contatinho pelos próximos quatro dias? O que acontece no Carnaval fica no Carnaval? Vale ligar um para o outro depois de tomar umas? Entre otras cositas mas.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Olla Oficial (@ollaoficial) em


No fim, uma lista aparece com todas as regras que você disse sim. O sistema pede para você escolher um modelo (fundinho azul, rosa, preto?), e tudo é organizado ali, do jeitinho que você pediu, em uma imagem. A ideia é que você compartilhe a imagem com a pessoa que você está. Ela decide se aceita e como aceita e vocês tem ali, um conjunto de regras registrado para o que vai rolar dali durante os dias de festa.

"O objetivo da campanha é estimular um debate saudável e divertido sobre a liberdade de cada pessoa nas festas de Carnaval, sempre se protegendo", afirma Andrea Siqueira, diretora executiva de criação da BETC/Havas, agência de publicidade que desenvolve o robozinho desde agosto.

Com o combinado protocolado é só sair por aí sa-sa-saricando, com o tal do glitter, cerveja, beijo na boca e sexo que você tanto queria.

Sobre o Autor

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre Comportamento Humano, Saúde, Tecnologia e Cultura Pop. Para encontrar as boas histórias que procura contar, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Trabalhou nas redações da rádio Jovem Pan, site Elástica, Revista Época e Revista Superinteressante - e agora colabora com o UOL.

Sobre o Blog

Sexo é o que há de mais antigo nesse planeta, e tecnologia nos traz o que há de mais moderno. Mesmo sem saber quem foi nosso antepassado mais antigo, dá para cravar: ele transava. Mas se engana quem acha que o sexo não mudou nada desde a primeira vez. A tecnologia evoluiu, e com ela nossos hábitos na cama (ou no chão, ou no celular...). Mas dá para juntar tudo, e divertir-se. Muito prazer, esse é o Sexting.