Topo
Sexting

Sexting

Categorias

Histórico

Não quer comprar uma boneca sexual? Sem crise: site dos EUA está alugando

Felipe Germano

05/04/2019 09h51

Você está em casa, aconchegado. Queria até comer uma coisinha, mas sair pra fazer isso está fora de cogitação. Então pega o celular, aperta alguns botões e ta-dá! Pouco tempo depois, sua campainha toca. O entregador te dá uma caixa de papelão, você assina um papel e vai cada um para o seu canto. Incrível, né? Mas e se eu te disser que dentro do recipiente não tem um pizza, mas um robô sexual? Isso já é realidade para os californianos.

O delivery de bonecas eróticas é um dos serviços disponibilizados pelo site Online Sex Dolls. E o sistema de entrega nem é a menina dos olhos do serviço. A grande inovação da página, na verdade, aparece em um novo modo de utilizar sex toys: alugando-os.

Assim como a Blockbuster lucrava ao permitir que diferentes clientes usassem o mesmo DVD, o site ganha dinheiro ao colocar diversos clientes para chegarem ao orgasmo com a mesma boneca.

Não é perigoso? Se tudo for higienizado direitinho, não. Já falei aqui que o compartilhamento de sex toys não contribui para a disseminação de infecções sexualmente transmissíveis, quando são lavados com água e sabão.

E a empresa garante que a higiene acontece de forma rigorosa, com um padrão de limpeza que envolve sabão antibacteriano, esponjas e finalização com um talquinho. Os organizadores ainda afirmam que, só para dar uma rodada extra de segurança, toda boneca tem que ficar em quarentena durante 24 horas, após ser devolvida pelo cliente. De qualquer forma, os responsáveis pelo site pedem: use camisinha!

Reprodução do site Online Sex Dolls

Mas por que alguém alugaria uma boneca que dezenas de caras já usaram para se divertir? Bom, a página cita alguns motivos para tentar convencer seus clientes. Segundo os responsáveis pela iniciativa, o aluguel é até melhor que a compra caso você: queira apenas experimentar usar uma boneca; não tenha dinheiro para comprar uma; não tenha onde guardar uma; tem uma esposa/namorada que não gostaria da presença do brinquedo em casa; ou "quer apenas relaxar durante o horário de almoço". Palavras deles, não minhas.

O aluguel de uma noite, com frete incluso, de bonecas como a Emma (cuja foto abre esse post) sai por US$ 239 (R$ 925). Caro? Não comparado com o preço que se pagaria para comprar as mesmas bonecas. As mais básicas saem por US$ 1.299 (R$ 5.030). Na prática, são necessários seis aluguéis para ter o custo de uma compra.

Se você curtiu a ideia, mas mora no Brasil, nem adianta se animar muito. A iniciativa só está disponível para os moradores de Los Angeles. Por lá, quem quiser economizar quase US$ 100 pode até deixar a boneca reservada para pegar em pontos de entrega estrategicamente localizados perto do aeroporto. Um dos públicos-alvo é justamente o pessoal que vai para a cidade em viagens a trabalho.

E você, toparia alugar um robô sexual? Responda aqui nos comentários!

Sobre o Autor

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre Comportamento Humano, Saúde, Tecnologia e Cultura Pop. Para encontrar as boas histórias que procura contar, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Trabalhou nas redações da rádio Jovem Pan, site Elástica, Revista Época e Revista Superinteressante - e agora colabora com o UOL.

Sobre o Blog

Sexo é o que há de mais antigo nesse planeta, e tecnologia nos traz o que há de mais moderno. Mesmo sem saber quem foi nosso antepassado mais antigo, dá para cravar: ele transava. Mas se engana quem acha que o sexo não mudou nada desde a primeira vez. A tecnologia evoluiu, e com ela nossos hábitos na cama (ou no chão, ou no celular...). Mas dá para juntar tudo, e divertir-se. Muito prazer, esse é o Sexting.