PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rede social erótica oferece sexo virtual em troca de roupas de ex

Felipe Germano

25/06/2020 04h00

Oliver Engel / Unsplash

Semana passada contei aqui: uma a cada cinco pessoas procurou o ex durante a quarentena. É um baita dado – e que amarra outro questionamento: essas outras quatro em cada cinco pessoas, que não procuraram o passado, como lidam com as lembranças dos amores antigos?

Bom, parte deles está definitivamente aproveitando a solteirice pandêmica. E, de quebra, se livrando daqueles souvenires do relacionamento que andaram ocupando o armário.

Um site está oferecendo convites para orgias online, e chamadas de vídeo calientes para quem resolver doar as roupas de seus ex que estão largadas pela sua casa. Dois coelhos numa clicada só?

A iniciativa é do AdultFriendFinder, rede social erótica que se propõe a unir pessoas que estão a fim de agitar a vida sexual. Há um ano isso significava que era um ponto de encontro para pessoas que queriam transar. No mundo pós-covid, no entanto, a situação toda ganhou contornos mais digitais: os shows eróticos por vídeo, que já aconteciam, se tornaram um dos principais destaques da ferramenta, e as já famosas orgias por teleconferência ganharam espaço.

A plataforma é gratuita, mas tem limitações para quem não quer gastar nada. Para conseguir acesso a todos os serviços, como ver o perfil completo de quem você conhecer nas orgias, ou mandar mensagens para outros usuários, é necessário assinar um serviço premium, chamado de "Associação Ouro". O valor de contratação é de R$ 39,95 para quem o quer por um mês ou em três parcelas de R$25,95 no pacote trimestral.

É aí que entram as peças dos antigos pombinhos.

Markus Spiske / Unsplash

"Algum ex deixou os pertences para trás e você quer se livrar delas? Doe as roupas indesejadas para a caridade, e te recompensaremos com um mês gratuito de associação ouro", afirma o comunicado.

O anúncio oficial afirma que, para conseguir o benefício, é apenas necessário enviar o comprovante da doação para o e-mail offers@ffn.com, que a assinatura premium será creditada.

As roupas não precisam ser necessariamente do seu antigo amor, a própria plataforma também sugere a doação daqueles "moletons que você não aguenta mais". A ideia de se livrar das coisas do ex é só para te ajudar a se livrar daquela lembrança mal resolvida e, olha só, ainda dar uma mão para quem está precisando de roupas.

Mas talvez, na hora da doação, bata aquela saudade e você resolva dar uma ligadinha pro ex, para ver como as coisas estão. Tudo certo também. Ouvi falar que a cada cinco pessoas, pelo menos uma fez isso durante a quarentena…

Sobre o Autor

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre Comportamento Humano, Saúde, Tecnologia e Cultura Pop. Para encontrar as boas histórias que procura contar, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Trabalhou nas redações da rádio Jovem Pan, site Elástica, Revista Época e Revista Superinteressante - e agora colabora com o UOL.

Sobre o Blog

Sexo é o que há de mais antigo nesse planeta, e tecnologia nos traz o que há de mais moderno. Mesmo sem saber quem foi nosso antepassado mais antigo, dá para cravar: ele transava. Mas se engana quem acha que o sexo não mudou nada desde a primeira vez. A tecnologia evoluiu, e com ela nossos hábitos na cama (ou no chão, ou no celular...). Mas dá para juntar tudo, e divertir-se. Muito prazer, esse é o Sexting.