PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Desative em paz: empresa oferece funeral de boneca sexual realista no Japão

Felipe Germano

31/01/2020 04h00

 

Divulgacao/ Niegen Love Doll

Bonecas realistas e robôs sexuais já são uma realidade. Aqui mesmo, eu já falei de bordéis exclusivos, de inovações tecnológicas e até de sites pornôs focados nos toys. Mas e depois que você, de fato, compra uma e, após um tempo, enjoa? Vinicius já pedia que o amor não fosse imortal; apenas infinito enquanto durasse. Então como você faz para se desfazer daquele corpo em escala real? Uma empresa japonesa tem uma sugestão: um funeral.

Eis que se livrar de uma boneca realista não é exatamente simples. Guardá-la no armário ocupa muito espaço e pode constranger alguma visita. Apenas colocar o corpo dentro de um saco provavelmente deixará seus vizinhos aterrorizados. Se eu fosse o lixeiro talvez até chamasse a polícia. Desmembrar uma reprodução tão fiel de um ser humano também não é exatamente confortável. Por isso, que a Ningen Love Doll resolveu dar um fim cerimonial aos sex toys.

A empresa oferece funeral à boneca . E tem diferentes tipos de funeral para bolsos e envolvimentos afetivos variados.

Por 50 mil ienes (cerca de R$ 1.920), o cliente pode pedir um funeral cheio de detalhes, com direito a memorial da boneca, certificado e fotos ou vídeos da cerimônia. Quem manda é o viúvo.

Por 90 mil ienes (cerca de R$ 3.500) a situação fica mais intimista. O dono pode acompanhar os momentos finais do objeto. Ele ganha permissão para ir até o local onde os brinquedos são esmagados por processadores. Como carros em ferros velhos hollywoodianos. Aqueles que não quiserem esse fim para suas ex-amadas podem pedir uma situação mais ritualística: funcionários da empresa desmembram a boneca usando uma espada tradicional enquanto uma carta escrita pelo dono é lida. Fotos, vídeos e certificados também são entregues ao dono – que pode ficar com um pedaço como lembrança.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por 人間ラブドール製造所 (@ningenlovedoll) em

Quem quer se livrar de mais de uma, no entanto, pode optar pelo terceiro plano, mais em conta. Por 30 mil ienes (R$ 1.150) por objeto você pode fazer velórios simples e simultâneos – poupando tempo e dinheiro.

Antes do velório, no entanto, ainda há um constrangimento: as bonecas têm que ser enviadas para a Niegen via correio. Então, de uma forma ou de outra você ainda terá que colocar um corpo quase-humano dentro de uma caixa gigantesca e dirigir até o correio mais próximo.

A empresa ainda entrega a seus clientes um certificado emitido pela cidade de Osaka afirmando que a boneca não deixou resíduos poluentes durante sua despedida.

Não há nenhum registro de um cemitério para os brinquedinhos. Se você está procurando um nicho de mercado, fica a dica.

Sobre o Autor

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre Comportamento Humano, Saúde, Tecnologia e Cultura Pop. Para encontrar as boas histórias que procura contar, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Trabalhou nas redações da rádio Jovem Pan, site Elástica, Revista Época e Revista Superinteressante - e agora colabora com o UOL.

Sobre o Blog

Sexo é o que há de mais antigo nesse planeta, e tecnologia nos traz o que há de mais moderno. Mesmo sem saber quem foi nosso antepassado mais antigo, dá para cravar: ele transava. Mas se engana quem acha que o sexo não mudou nada desde a primeira vez. A tecnologia evoluiu, e com ela nossos hábitos na cama (ou no chão, ou no celular...). Mas dá para juntar tudo, e divertir-se. Muito prazer, esse é o Sexting.